Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

VOTOS DE UM FELIZ NATAL

REFLEXÃO

O outro lado do Natal!

O outro dia ao olhar para um mendigo a dormir num canto de uma loja, a tentar abrigar-se da geada matutina, no meio das suas roupas rotas e coberto de cartões e jornais, o meu coração foi invadido por uma tristeza imensa.

Então como posso eu ser feliz no natal, época de paz e amor, de fartura na mesa, de gastos com prendas que inclusive deixam algumas pessoas em situações de quase miséria, com seres humanos que vivem nestas condições? Pensando que o pobre dormia, despi o meu casaco e cobri-o com ele soltando uma lágrima, tamanha era a dor que me invadiu naquele momento. Sem que os olhos se abrissem aquele mendigo deixou-me a mais bela mensagem de natal:

Natal não são as lágrimas que derramamos pelos que nos são queridos, não são as prendas caras às pessoas da família e amigos (…) Natal é um sorriso a um desconhecido, é uma mão que ajuda um necessitado, é um abraço sentido (…) Natal não é pensar, mas sim sentir e agir.

domingo, 4 de dezembro de 2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

BANDA SABORES LATINOS


ESTA VOZ LINDA E A SUA BANDA SABORES LATINOS VAI ESTAR NA PASSAGEM DE ANO EM CORTECEGA...
NÃO FALTES, VAI SER DE ARROMBA

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

PASSAGEM DE ANO 2011/2012

AMIGOS E AMIGAS DE CORTECEGA ESTEJAM SEMPRE ATENTOS ...
E ACREDITEM COMO TUDO É POSSIVEL, É SÓ QUERER... :)
VAMOS FAZER MAIS UM EVENTO A PENSAR EM VOLTAR A REENCONTRAR-MO-NOS, PARA MAIS UNS MOMENTOS UNICOS NA NOSSA LINDA ASSOCIAÇÃO!!!!
"PASSAGEM DE ANO 2011/2012..."
POR ISSO ARRANJEM NA VOSSA AGENDA MANEIRA DE MARCAR A VOSSA PRESENÇA...
VAMOS TENTAR DEIXAR DE PENSAR NO MUNDO QUE NOS RODEIA E JUNTAR UM PÉZINHO DE MEIA, PARA CONVIVERMOS NESSES DIAS, E RELEMBRAR MOMENTOS LINDOS E SAUDÁVEIS PASSADOS NA NOSSA ALDEIA...
TÊM TEMPO DE PENSAR E OPTAR POR UM DIA DIFERENTE CHEIO DE BOA HARMONIA DIVERTIMENTO E CLARO UMA EMENTA DIVINAL COMO SEMPRE...
NÃO FALTEM….LANÇO AQUI HOJE O DESAFIO....
 DINA NEVES

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

DIPLOMA DE MÉRITO A DAVID SANTA CRUZ

Este blogue serve para dar vários tipos de notícias e eventos da nossa aldeia. Mas também das pessoas que de alguma forma fazem parte desta família.
Assim, é com muito orgulho que publico aqui as fotos do meu sobrinho David Santa Cruz, filho do meu irmão Filipe que é desta terra.
Parabéns David, pelo diploma de mérito que te foi entregue pela tua escola.  

 

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

XVII ALMOÇO DAS VINDIMAS - XV ADCC- 3ª PARTE

Já deixei aqui algumas fotos deste dia inesquecível. Agora, é a vez de deixar aqui as do magusto e da visita às adegas ao toque das concertinas para provar o vinho novo.
 
Não posso deixar de agradecer as fotos que me foram enviadas para o meu correio electrónico, pois este ano infelizmente não pode estar presente.
Sem o envio das mesmas não seria possível publica-las aqui neste blogue que é da nossa aldeia "CORTECEGA".

 Enquanto uns preparavam o magusto, outros divertiam-se
O colocar da caruma e depois as castanhas e de novo a caruma
 O Paulo vai mexendo para ficarem bem assadinhas.
 Agora é a altura em que se amacia a castanha. e diz-se "amacia, amacia, castanha da azia quando eu era pastor também assim fazia"
 Que lindas que elas estão...está quase...
 Toca a descascar e é se querem comer diz a Paula....
 Todos quiseram recordar o saltar da fogueira...atá o "ti Fernando"...


 Mais uma vez voltam a assar, pois algumas estavam cruas.
 Todos descascam as castanhitas....
 O pucaro do vinho novo.
  Prova do vinho novo. Pelas caras está bom...
 Mais uma adega a ser visitada
  Desta vez foi a vez de provar a jeropiga

terça-feira, 1 de novembro de 2011

XVII ALMOÇO DAS VINDIMAS - XV ADCC- 2ª PARTE

Aqui mais algumas fotos.
Neste caso as do bailarico, do cozido à portuguesa. Jamais poderia deixar de destacar o cantar dos parabéns e o partir do bolo, que este ano contou com a presença da pessoa mais idosa da nossa aldeia que fez questão de se vestir com o traje do antigo Rancho Folclórico de Cortecega. Obrigada tia Laurinda por ter presenteado os presentes com a sua presença.

O Baile
 A Graça e a Dina no seu melhor....

 Tocam, dançam e divertem-se...Cortecega no seu melhor....
 A Animação era contagiante...
 Da esquerda para a direita Srª. Presidente da Câmara Drª Lurdes Castanheira, D. Laurinda e a Presidente da ADCC D. Celeste Santos.
 Cantar os parabéns ao XVII almoço das vindimas e XV da ADCC

 O Assoprar das Velas
 Amassar as Filhós
O Cozido à Portuguesa

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

XVII ALMOÇO DAS VINDIMAS - XV ADCC- 1ª PARTE

 Cartaz do Almoço
 O BOLO
 Aspecto da sala na hora do almoço

 O Conjunto Sons Latinos

 Início da demonstração das várias tradições
 A descapelada
 As castanhas
 As senhoras com o molho da caruma, cesto das uvas e do milho.
Da 1ª geração à actual 4ª geração do antigo Rancho Floclórico de Cortecega
 Os tocadores ...
 A bela espiga de milho que vai dar a farinha para fazer a broa para o proximo almoço...
 A Cila canta o fado e pisa a uva
 Ao toque da concertina, canta-se o fado, pisa-se as uvas e descapela-se o milho
A Dina a dizer! é para colocar aqui....
 Olha a bela espiga!

Mais um almoço, mais um sucesso.
Foi no dia 28 de Outubro que se realizou mais um convívio em Cortecega, o já tradicional XVII Almoço das vindimas assim como XV aniversário da ADCC.

Mas, como este ano foi um pouco mais tarde, deu também para fazer uma pequena demonstração de como se descapelava o milho antigamente, como se pisavam as uvas e ainda houve tempo para o típico o magusto como se pode verificar nas fotos aqui deixadas.

A MINHA ALDEIA

" Da minha aldeia vejo quando da terra se pode ver no Universo....
Por isso a minha aldeia é grande como outra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista a chave,
Escondem o horizonte, empurram nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a única riqueza é ver. "
Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos"