Número total de visualizações de página

domingo, 18 de outubro de 2009

"TEMPO DO VOLFRÂMIO EM GOIS

Antigamente muita gente do nosso concelho e fora dele trabalhou na procura de volfrâmio e ouro nas serras da cabreira e Liboreiro entre outras.
Da aldeia de Cortecega, muita gente aqui procurou trabalho, entre eles os meus Pais (Susana Gonçalves e Arlindo Santa Cruz).
Numa destas fotos parece-me que um dos homens é o meu pai, mas não tenho a certeza. Peço a alguém que veja estas fotos e reconheça as pessoas nelas visadas o favor de dizer para eu publicar as legendas.

GARIMPEIROS NA PESQUISA DE OURO
FOTO DE ACÁCIO MOREIRA

PROCURA DE VOLFRÂNIO
FOTO DE ACÁCIO MOREIRA

PESQUISADORES NA PROCURA DE OURO

FOTO DE ACÁCIO MOREIRA

Sem comentários:

A MINHA ALDEIA

" Da minha aldeia vejo quando da terra se pode ver no Universo....
Por isso a minha aldeia é grande como outra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista a chave,
Escondem o horizonte, empurram nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a única riqueza é ver. "
Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos"