Número total de visualizações de página

domingo, 28 de março de 2010

DOMINGO DE RAMOS


Hoje é Domingo de Ramos:
Domingo de Ramos é a festa litúrgica que celebra a entrada de Jesus Cristo na cidade de Jerusalém. É também a abertura da Semana Santa. Nesse dia, são comuns procissões em que os fiéis levam consigo ramos de oliveira ou palmeira, o que originou o nome da celebração. Segundo os Evangelhos, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os(discípulos). Entrou na cidade como um Rei, mas sentado num jumentinho - o símbolo da humildade - e foi aclamado pela população como o Messias, o Rei de Israel. A multidão o aclamava: "Hossana ao Filho de Davi!" Isto aconteceu alguns dias antes da sua Paixão, Morte e Ressurreição. A Páscoa Cristã celebra então a Ressurreição de Jesus Cristo.
( Imagem retirada da internete)
A celebração do Domingo de Ramos na minha vila Góis começa junto à capela da Misericórdia no pombal, onde se dá ínicio à procissão. Os ramos que os fiéis levam consigo são abençoados pelo sacerdote. Então, este proclama o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém, e inicia-se a procissão com algumas orações próprias da festa, rumo à igreja matriz. Esta procissão é acompanhada de linda Banda Filarmónica de Góis. Nos dias de hoje já não à disputa para ver quem leva o ramo mais bonito como antigamente, mas, todos tentam levar um ramo enfeitado com (alecrim, lírios, camélias, rosas e oliveira) .

Durante a procissão, os fiéis cantam.

"Hossana ao Filho de Davi!
Hossana ao Filho de Davi!
Bendito o que vem em nome do Senhor!
Rei de Israel, Hossana nas alturas!"

Ao chegar onde será celebrada a missa solene, a festa muda de carácter, passando a celebrar a Paixão de Cristo. É narrado o Evangelho da Paixão, e segue a Liturgia Eucarística como de costume.

O sentido da festa do Domingo de Ramos tratar tanto da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, e depois recordar sua Paixão, é que essas duas datas estão intrinsecamente unidas. A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como Rei pela multidão no Domingo, é crucificado sob o pedido da mesma multidão na Sexta. Assim, o Domingo de Ramos é um resumo dos acontecimentos da Semana Santa, e também sua solene abertura.

Desejo a todos uma boa semana santa.

Nota: Estes ramos serviam para em dias de trovada queimar um pouco, acompanhado por uma oração, pedindo que a trovoada fosse para longe.

A oração é assim:

Santa Barbara se vestiu, Santa Barbara se calçou, lá no meio do caminho Jesus Cristo encontro. Para onde vais tu o Barbara! Vou espalhar a trovoada. Para onde não haja pão nem vinho, nem raminho de oliveira nem pedrinha de sal nem nada o que faça mal.

Esta oração foi-me ensinada pela minha mãe.

1 comentário:

Helena Teixeira disse...

Olá!
Por acaso,eu também fui a missa aqui em Viseu.Fazem 1 encenação muito bonita da Paixão de Cristo, são os escuteiros que fazem.

Feliz Páscoa!
Jocas gordas
Lena

A MINHA ALDEIA

" Da minha aldeia vejo quando da terra se pode ver no Universo....
Por isso a minha aldeia é grande como outra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista a chave,
Escondem o horizonte, empurram nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a única riqueza é ver. "
Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos"